Crescimento Espiritual : 01/01/12 - 01/02/12

Pesquisar este blog

Como se libertar do passado?



O que você mudaria no seu passado se tivesse uma máquina do tempo? Para por uns segundos de ler e realmente pense nisso. Pensou?
Agora, de volta à realidade, péssima notícia: não existe máquina do tempo e mesmo se existisse não seria possível voltar ao passado, de acordo com muitos respeitados cientistas.
E não precisa ser cientista para imaginar a problemática da coisa toda. Afinal, se fosse de fato possível, não seria uma grande bagunça a nossa história de vida?
Seria uma confusão, pois todos alterariam alguma coisa e provavelmente ‘desfariam’ as boas decisões nas quais você construiu a sua vida. Bem se não dá para voltar, não dá para mudar o passado. Mas e quando ele vem nos visitar, com torturantes pensamentos a ponto de não nos permitir dar um passo concreto rumo ao futuro?
Nesse caso, o que fazer com o passado?
Primeiro, temos evitar que o passado se transforme no nosso presente. Uma antiga pesquisa dizia que as pessoas vivem mais pensando no passado do que no presente. Nem precisa de pesquisa, isso acontece com a maioria de nós. Um filme, um sonho, um livro, uma circunstância é capaz de acender o estopim da nostalgia nem sempre sadia.
Uma perda, um erro fatal, uma decisão incoerente, quem sabe? Todo mundo já caiu nessa armadilha várias vezes na vida. Mas a verdade é que só perdemos energia, tempo e produtividade com isso. Ficamos patinando e não conseguimos continuar. Não valorizamos o que temos, o que conseguimos ou o que possuímos. E tudo por causa de… lembranças!

4 princípios espirituais que poderão nos levar à vitória


 

Quem não quer ser um cristão vitorioso e bem sucedido? Gostaria de deixar pelo menos 4 princípios espirituais que poderão levar você a contemplar o agir de Deus. Que o Senhor te abençoe e te edifique através deste estudo em 2º Crônicas 20:1-30.
Os filhos de Moabe e os filhos de Amom, juntamente com alguns meunitas, declararam guerra contra o rei de Judá, Josafá, que consequentemente, ficou apavorado, amedrontado. Josafá, então, pôs-se a buscar ao Senhor (v. 3). Veja, neste texto, algumas atitudes que Josafá e todo o seu povo tiveram mediante um possível desastre que estava para acontecer na nação de Judá:
Josafá e sua nação jejuaram (V. 3): Sei que há situações em que alguns irmãos não podem jejuar, como por questões de saúde. Mas para você que pode e tem condições para isto, como está sua vida de jejum perante o Senhor? Grandes homens de Deus, como Moisés (Dt 9:18), Neemias (Ne 1:4) e o próprio Jesus (Mt 4:2) jejuaram. Certa vez, os discípulos de Jesus não conseguiram expulsar o demônio de um jovem. Então, eles procuraram o Mestre querendo saber o motivo de tal frustração, no que Jesus respondeu: “esta casta não pode sair senão por meio de oração e jejum” (Mc 9:29). O jejum centrado em Deus traz resultados infalíveis. Você crê?

Você É Importante



VOCÊ é muito importante para mim.
VOCÊ corre, almoça, trabalha, canta, chora, ama.
VOCÊ sorri, mas nunca me chama.
VOCÊ se entristece mas depois se acalma, mas nunca me agradece.
VOCÊ caminha, sobe, desce escadas, e nunca se preocupa comigo.
VOCÊ sente amor, ódio, sente tudo, menos minha presença.
VOCÊ tem os sentidos perfeitos, mas nunca os usa para mim.
VOCÊ estuda e não entende, canta e não me alegra.
VOCÊ é tão inteligente e não sabe nada de mim.
VOCÊ reclama dos meus tratos, mas não valoriza o que eu faço por você.
SE você está triste, me culpa por isto, mas se você está alegre, não me deixa participar de sua felicidade.
VOCÊ conhece tanta gente importante, mas não conhece a mim, que o considero tão importante.
VOCÊ faz o que os outros ordenam, mas não faz o que eu lhe peço com humildade.
SE você não subiu na vida, descarrega sobre mim toda sua ira, mas se você é importante pisa nos menos favorecidos.
VOCÊ quebra tantos galhos, mas não tira um espinho da minha testa.
VOCÊ entende todas as transações do mundo, mas não entende minha mensagem.
VOCE reclama tanto da vida, mas não sabe que em mim terás uma vida que satisfaz.

Por onde começar para entender a Bíblia?

Muitas pessoas sabem que a Bíblia é boa e importante, e até gostariam de entendê-la. Mas quando começam a ler, ficam confusas e, muitas vezes, desistem do estudo quase antes de iniciar. Por onde começar para entender a Bíblia? Quero oferecer algumas sugestões práticas.
(1) Comece com uma vista panorâmica da Bíblia.
Observe que a Bíblia tem duas divisões principais: o Antigo Testamento, que é composto de livros escritos antes do nascimento de Jesus, e o Novo Testamento, que foi escrito depois da vinda dele.
O Antigo Testamento pode ser dividido em (a) livros da Lei (Gênesis – Deuteronômio), que falam sobre as origens do povo judeu e da lei que Deus lhes deu, (b) livros de História (Josué – Ester), que registram fatos importantes sobre os israelitas entre 1.400 e 400 anos a.C., (c) livros de Sabedoria (Jó – Cântico dos Cânticos) e (d) livros de Profecia (Isaías – Malaquias), que relatam mensagens especiais de Deus para os homens ao longo de 500 anos.

Enganoso é o coração do homem




“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá? Eu, o SENHOR, esquadrinho o coração, eu provo os pensamentos; e isso para dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações.”
Vou aprofundar um pouco mais esse assunto que já tinha comentado um pouco no outro artigo “ROCHA OU AREIA? ONDE ESTÁ SUA FÉ?”. Há uma expressão muito ouvida em novelas, filmes, em palestras, já conhecidas por todos “siga o que seu coração mandar”. Mas será que a palavra de Deus também pensa assim, será que ela concorda com essa frase? Salomão, homem mais sábio que já existiu disse em provérbios 4: 23
“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida.”
Ele pede que acima de tudo, que a principal coisa, que aquilo que nós devemos mais cuidar é o nosso coração, outras versões colocam pensamento, pois nesse contexto coração é suas motivações, intenções, vontade, onde procedem todas as saídas da vidas, sonhos, decisões, metas. Por essa importância toda que é o coração do homem e pelo poder que ele tem na nossa vida é que Salomão diz que é acima de tudo, que nós devemos guardá-lo. Mas devemos guardar nosso coração de quem afinal? De nós mesmos, veja Jeremias 17 : 9
“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?”

Qual a diferença entre adultério, fornificação e prostituição?

palavra adultério é empregada na Bíblia com dois sentidos. Quando os israelitas prestavam cultos aos ídolos, Deus descreve este comportamento como adúltero, no sentido de que estava adorando outros deuses e não ao Deus verdadeiro. Trata-se aqui da infidelidade a Deus. Da mesma maneira adultério é a palavra usada para infidelidade entre marido e mulher. Quando uma das partes tem relações sexuais com outra pessoa, comete adultério, isto é, comete um ato de infidelidade. "Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como leito sem macula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros" (Hb 13.4).
A palavra fornificação aparece 47 vezes no Novo testamento e quase sempre se fere a imoralidade em geral, e duas vezes faz alusão ao intercurso sexual voluntario de uma pessoa solteira com alguém do sexo oposto, comumente chamado de sexo pré-marital. Embora algumas vezes seja usada como sinônimo de adultério, a palavra é usada para relações sexuais de maneira geral ilícitas. 
Já a palavra prostituição, na maioria das vezes carrega o sentido do uso do sexo para se obter lucro. A pessoa se prostitui para ganhar dinheiro, para sobreviver financeiramente e para obter lucro. Paulo se preocupava com este tipo de comportamento sexual, quando escreveu aos irmãos de Corinto: "Receio que ainda na minha próxima visita o meu Deus me humilhe diante de vocês e que eu tenha de chorar por muitos de vocês que continuam a cometer os mesmos pecados que cometiam no passado e não se arrependeram da sua imoralidade sexual, nem das relações sexuais proibidas, nem de outras coisas indecentes que faziam (2 Co 12.21-NTLH)
Fonte:http://www.amofamilia.com.br/portal/

Homossexualismo Um alerta à sociedade Autor(a): Pr. Silas Malafaya

No momento em que escrevo estas palavras, encontra-se tramitando no Senado Federal um projeto de lei que propõe oficializar "a livre expressão de afetividade homossexual em locais públicos ou privados abertos ao público". 
Nós, evangélicos, em defesa da família, da moral e dos princípios bíblicos, queremos expressar o nosso protesto contra esse projeto de lei. Amamos os homossexuais, mas não concordamos com a prática do homossexualismo.
Não concordamos, porque a homossexualidade é uma rebelião consciente contra o que Deus estabeleceu na Criação. A Bíblia diz que Deus criou o ser humano como macho e fêmea, e em seguida instituiu o casamento heterossexual e a família. A civilização humana tem perdurado até hoje por causa desse princípio bíblico.
Nenhuma sociedade é mais forte do que a vitalidade de suas famílias, e a vitalidade de suas famílias depende do relacionamento entre pessoas de sexos opostos, dos relacionamentos heterossexuais.
A homossexualidade é uma distorção do que Deus criou. Tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, ela é classificada como abominação, paixão infame, perversão moral (Lv 18.22; Rm 1.26,27; 1Co 6.9,10).
Alguns afirmam que a homossexualidade é de origem biológica, genética. O indivíduo já nasceria homossexual. Porém, nenhum cientista jamais conseguiu provar isso. Na cadeia genética do ser humano, não existe nenhum fator, nenhuma ordem cromossômica homossexual.