Crescimento Espiritual : 01/03/12 - 01/04/12

Pesquisar este blog

1 de Abril - Dia da Mentira

"Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seu feitos" Cl 3.9
Estamos falando do dia 1° de Abril. Atualmente, os trotes e as brincadeiras que caracterizam esse dia não são vistos mais com tanta freqüência. Motivo? Os fatores sociais, como por exemplo, o excesso de trabalho e as preocupações diárias, principalmente nos grandes centros urbanos industrializados, onde o corre corre do dia-a-dia não dispensa tempo para tais brincadeiras.
Toda via existem pessoas que ainda encontram tempo e se utilizam dessa data como um meio de entretenimento. Entre as crianças, de idades variadas, o dia da mentira ainda é uma sólida realidade, visto que nas escolas sofrem grande influência das brincadeiras em torno desse dia. Pergunto, então: Quem ensinou as crianças que 1° de abril é dia de mentir? Quais as conseqüências dessa brincadeira? Será que se trata mesmo de um hábito inocente?
Será que só as crianças mentem nesse dia?
Passar trotes e mentiras no dia 1° de abril é um costume comemorado em todo mundo. Nos Estados Unidos, esse dia é conhecido como April Fools Day; na França, Pisson d’ Avril; e em Portugal, O Dia dos Enganos.
A Origem Desse Dia

Você é Especial aos Olhos de Deus Jeremias 1.5-8

Como você se considera?
• Como alguém cheio de defeitos e por isso acha que não pode realizar coisas extraordinárias? 
• Você está permitindo que suas fraquezas e inseguranças o impeçam de fazer o melhor? 
• Você está deixando que sentimentos inadequados, façam com que você desacredite no poder de Deus? 
• Você se considera “comum” demais para que Deus se preocupe com você e o abençoe plenamente? 
Quero lhe dar uma grande notícia: Deus quer ajudá-lo! Mas é preciso que você tome uma atitude séria: Mude o foco! Explico: Você precisa parar de olhar para as coisas negativas que enchem sua mente e amarram a sua vida. Mude o foco, olhe para o seu Deus! A Bíblia diz: (...) eu ponho a minha esperança em ti, ó SENHOR; tu, Senhor meu Deus, me responderás. (Sl.38:15 NTLH)
Quando você decide por tal atitude:
• Você rompe com os seus “incessantes resmungos” e com a filosofia do “coitadinho de mim”. 
• Você permite que o seu ser interior passe a ser transformado pelos conceitos bíblicos; isto é, pela opinião de Deus acerca de quem você realmente é e deve ser. 
Deus não o criou para viver resmungando, ou para sentir pena de si mesmo o tempo todo, pois essas atitudes nunca o tornarão melhor, como impedirá que você receba o melhor de Deus para ser a melhor pessoa que você pode ser.
Pense:

Ore primeiro, ore sempre

 
Quando Deus decidiu destruir os israelitas por causa do bezerro de ouro, “Moisés suplicou ao Senhor, o seu Deus, clamando: ‘Ó Senhor, por que se acenderia a tua ira contra o teu povo, que tiraste do Egito com grande poder e forte mão?Por que diriam os egípcios: ‘Foi com intenção maligna que ele os libertou’... Lembra-te dos teus servos Abraão, Isaque e Israel, aos quais juraste por ti mesmo’” (Êx. 32.11-13). 
Moisés no Monte Sinai não está calmo e quieto, com as mãos unidas e uma expressão serena. Em um minuto ele está sobre seu rosto e no minuto seguinte está diante de Deus. Ele está ajoelhado, apontando seu dedo, levantando suas mãos. Derramando lágrimas. Rasgando seu manto. Lutando como Jacó em Jaboque pelas vidas do seu povo. E Deus o ouviu! “E sucedeu que o Senhor arrependeu-se do mal que ameaçara trazer sobre o povo” (Êx. 32.14). 
Nossas orações impetuosas mexem com o coração de Deus. “A oração de um justo é poderosa e eficaz” (Tg. 5.16). A oração não muda a natureza de Deus; quem ele é nunca será alterado.
A oração, entretanto, impacta o correr da história. Deus conectou o mundo com força, mas ele nos convida a ligar o interruptor. 
A maioria de nós luta com a oração. Nós nos esquecemos de orar e, quando lembramos, oramos com pressa e com palavras vazias. Nossas mentes se desviam; nossos pensamentos se dispersam como uma ninhada de codornizes. Por que isto?

Quem é você ???? – Texto de Jorge Linhares

 
Precisamos ser sábios, usar nossa inteligência e questionar mais as coisas.
Devemos nos posicionar corretamente diante dos ensinamentos, das novidades, dos modismos que surgem. Temos de analisar, pedir a direção de Deus.
O apóstolo Paulo, em Gálatas 5.1-12, faz uma advertência à igreja. Ele diz:
“Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão.
Eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vos aproveitará. De novo, testifico a todo homem que se deixa circuncidar que está obrigado a guardar toda a lei. De Cristo vos desligastes, vós que procurais justificar-vos na lei; da graça decaístes.
Porque nós, pelo Espírito Santo, aguardamos a esperança da justiça que provém da fé. Porque, em Cristo Jesus, nem a circuncisão, nem a incircuncisão têm valor algum, mas a fé que atua pelo amor.Vós corríeis bem; quem vos impediu de continuardes a obedecer à verdade? Esta persuasão não vem daquele que vos chama .Um pouco de fermento leveda toda a massa.
Confio de vós, no Senhor, que não alimentareis nenhum outro sentimento; mas aquele que vos perturba, seja ele quem for, sofrerá a condenação. Eu, porém, irmãos, se ainda prego a circuncisão, por que continuo sendo perseguido? Logo, está desfeito o escândalo da cruz.
Tomara até se mutilassem os que vos incitam à rebeldia.”(Gálatas 5.1-12)
Paulo, como instrumento nas mãos de Deus, está alertando os gálatas sobre uma interrupção que ocorreu no processo deles. Ele lhes diz que iam muito bem, mas que se deixaram levar por “ventos contrários”.

Vamos simplificar a Vida?

 
Deus, mesmo sendo invisível aos nossos olhos; deixa-nos sinais em todos os lugares: na manhã que nasce calma, no dia que transcorre com o calor do sol ou com a chuva que molha a relva. Basta olhar ao redor.
Por vezes, nos comportamos como incrédulos, apesar dos sinais, apesar dos livramentos, não confiamos na providência divina, nos desesperamos, queremos resolver as coisas do nosso jeito, no nosso tempo.
Muito bonito declarar que todas as coisas cooperam para o bem dos que amam a Deus e vivem segundo o seu propósito, o difícil e fazer disso realidade no nosso dia a dia, o difícil é crer que situações adversas são provas permitidas pelo Senhor para que cresçamos na fé e possamos lidar com provas mais difíceis à frente.
O difícil é entender que o que cremos ser bom hoje, pode nos trazer conseqüências terríveis em um futuro não tão distante.
Lindo declarar que Deus é bom e que sua benignidade dura para sempre, todavia ao sinal da primeira contrariedade ou obstáculo, enchemos os nossos lábios com murmurações e abrimos uma avenida enorme para Satanás nos oprimir.
Porque será que esquecemos tão rápido o poder, a soberania e as promessas de Deus
Quero lembrar que mesmo em momentos de agonia e desespero, podemos recorrer ao nosso Pai Celestial, pois temos inúmeras promessas de consolo e conforto em sua Palavra. Confira:

O dia internacional da Mulher

Mulheres, personalidades honradíssimas
Temos nós, orgulho em tê-las.
Mãe, amada, irmã... amiguíssimas
Impossível não percebê-las.
Desde as meigas, às extremistas,
Não há quem possa vencê-las.
Como mãe, semeia esperança
Como irmã, espalha fervor
 
Se esposa, há perseverança
Se sofrida, nos causa dor
Se trabalhadora, emite confiança,
Mas em tudo, cultiva amor.
Mulher, símbolo da vida,
Imagem da perfeição.
Tantas vezes abatida

Como posso fazer o bem a mim mesma?

 
Posso fazer o bem a mim mesma, renovando a minha mente, me des­pojando do velho homem e me auto-aceitando.
"No sentido de que, quanto ao tra­to passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano; e vos re­noveis no espírito do vosso entendi­mento, e vos revistais do novo ho­mem, criado segundo Deus, em jus­tiça e retídào procedentes da verda­de. "(Ef 4.22-24.)
Dê a si mesma o valor que você tem como pessoa. Estabeleça suas próprias metas de vida. Saiba que, a vivência equilibrada das nossas emoções nos legitima como seres humanos e nos sensibiliza para a relação com Deus, trazendo senti­mento verdadeiro de felicidade.
Em segundo lugar, posso fazer o bem a mim mesma, me amando.
"A isto ele respondeu: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu co­ração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu en­tendimento; e: Amarás o teu próxi­mo como a ti mesmo." (Lucas 10.27.)
Eu tenho que me amar. Se não me amo, como poderei amar aos outros? Como poderei amar àqueles que me cercam?
Você já notou que uma mulher que não se ama é uma pessoa difí­cil de se conviver? Está sempre cha­teada, reclamando, nunca está con­tente nem consigo mesma. É difícil agradar a esse tipo de pessoa, porque nem ela mesma se agrada. O marido, os filhos e aqueles que vi­vem com ela não sabem como agir. É uma situação muito difícil.
A Palavra de Deus diz que deve­mos amar nosso próximo como ama­mos a nós mesmas. Se não amamos a nós mesmas, não teremos capaci­dade para amarmos os outros e, prin­cipalmente, para enxergarmos as suas necessidades.

“CONTRA BLASFÊMIA NÃO HÁ PERDÃO” Comercial do energético RED BULL desrespeita a fé Cristã.

Não erreis: Deus não se deixa escarnecer;
 porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.Gálatas 6:7
Atualmente, a TV brasileira veicula um comercial do energético RED BULL 

onde o Milagre de Jesus, “Andando sobre as Águas”, é tratado como uma “armação fraudulenta”.

Trata-se de uma animação onde Jesus, Pedro e outro homem estão em um barco a pescar. Jesus, demonstrando cansaço, sai do barco e começa a andar sobre as águas, quando é questionado por Pedro sobre como conseguia fazer aquilo. O amigo de Pedro, por sua vez se antecipa à resposta de Jesus e diz que ele consegue andar sobre as águas porque tomou Red Bull e o mesmo, conforme reza seu slogan, o daria “asas”. Jesus afirma que não é a bebida que o faz andar sobre as águas quando é, novamente, questionado pelo, então “amigo” de Pedro, se isso seria um milagre, porém, Jesus afirma não se tratar também de um milagre, mas sim de um ato de esperteza onde era necessário, somente, encontrar as pedras “corretas” para pisar e simular, assim, um “andar sobre as águas”.

Leiamos a descrição do texto, na íntegra.

Jesus, demonstrando cansaço e decepção pela pesca “frustrante” se levanta do barco e diz: 

Jesus: _ Pô Galera, já deu, né? Acho que não vai rolar nada hoje, não. Vou pra casa. 

Pedro: _ Jesus, por Deus, como você faz isso? 

Jesus: _ Faz o quê? 

Pedro: _ Está andando sobre as águas...

Amigo de Pedro: _ Calma, Pedro. Ele só tomou um Red Bull. Red Bull te dá asas...! 
Jesus: _ Nada disso, não é Red Bull não. 
Amigo de Pedro: _ Seria então mais um milagre?
Jesus: _ Ih, qual é. Milagre nada! Você só tem que ficar esperto onde tem pedra.

Amigo de Pedro: _ Jesus...!